Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Putin viaja na segunda-feira para o Irão

  • 333

RIA NOVOSTI/ Reuters

A deslocação do Presidente russo ao Teerão acontece quatro dias antes do encontro com Hollande no Kremlin

O presidente russo, Vladimir Putin, viaja na segunda-feira para Teerão onde se vai reunir com o líder iraniano, Hasán Rohaní, o principal aliado do Kremlin na luta contra o grupo terrorista autodenominado Estado Islâmico (EI), informou a EFE.

De acordo com informações do Kremlin, Putin vai discutir com Rohaní "a luta contra o terrorismo, em particular contra o EI", e os atuais esforços diplomáticos para solucionar o conflito na Síria.
Rússia e Irão insistiram desde o início do conflito que o principal inimigo são os grupos jihadistas que operam em todo o Médio Oriente, e não o presidente sírio, Bashar Al-Assad.

Putin, que se vai reunir com o homólogo iraniano pela terceira vez este ano, também deverá encontrar-se com o líder espiritual do país, o ayatola Ali Jamenei, um convicto defensor da manutenção no poder de Al-Assad.

Esta visita acontece dias antes de uma deslocação do presidente francês, François Hollande, à Rússia, agendada para quinta-feira, onde vai reunir-se com Putin para coordenar as suas políticas contra o EI, que reivindicou a autoria dos atentados em Paris, há uma semana, que fizeram 130 mortos e mais de 350 feridos.

Putin já ordenou ao Ministério da Defesa e ao Estado-Maior russo que coordenem as suas ações contra posições do EI, tanto por mar como por ar, com a França, país que não hesitou de classificar como aliado contra o jihadismo.

O ministro da Defesa francês, Jean-Yves Le Drian, disse hoje que a aviação francesa vai estar pronta para novos ataques aéreos a posições do autodenominado Estado Islâmico (EI) a partir de segunda-feira, adiantou a France Presse.

Os ataques serão lançados a partir do porta-aviões francês Charles de Gaulle, que tomou posição no Mediterrâneo este fim-de-semana.

As forças francesas vão ter na região 26 caças no porta-aviões (18 Rafale e oito Super Etendard), para além dos 12 que já estão estacionados na região: seis Rafale nos Emirados Árabes Unidos e seis Mirage 2000 na Jordânia.