Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Obama promete destruir o Estado Islâmico

  • 333

JONATHAN ERNST/REUTERS

O Presidente norte-americano apelou a Moscovo para apoiar um regime de transição na Síria, de forma a facilitar o processo

Barack Obama garantiu este domingo que os EUA e os seus aliados não vão ceder na luta contra o autoproclamado Estado Islâmico (Daesh).

“Destruir o Daesh não é apenas uma meta, vamos mesmo consegui-lo. Vamos destrui-los. Vamos retirar-lhes o financiamento, apanhar os líderes e desmantelar as suas redes”, declarou o presidente norte-americano numa conferência de imprensa em Kuala Lumpur.

Obama defendeu que é esencial os líderes mundiais mostrarem que estão unidos e que não se vergam perante o terrorismo.

“Penso que é absolutamente vital para todos os países, para todos os líderes enviar um sinal que mostre que a maldade de um grupo de assassinos não impede o mundo de fazer negócios vitais. E que Paris, uma das cidades mais belas do mundo não vai acobardar-se perante as atitudes violentas e demências de uns quantos. É esta a mensagem global que quero muito claramente enviar ao povo norte-americano. Não sucumbimos ao medo”, garantiu.

Por isso, Obama sublinha que a presença dos líderes mundiais na Conferência do Clima em Paris, no próximo dia 30, será importante para transmitir essa mensagem.

O Presidente norte-americano apelou ainda a Moscovo para apoiar um regime de transição na Síria, de forma a facilitar o processo.

Na sexta-feira, o Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) aprovou uma resolução queb apela à ação dos países contra o Daesh, sublinhando que devem tomar “todas as medidas necessárias” para combater a organização terrorista.