Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Obama. “Vamos acolher 10 mil refugiados”

  • 333

Andrew Harrer / POOL

Depois de 26 estados norte-americanos terem mostrado vontade de suspender o programa de acolhimento, o Presidente dos EUA afirmou no Twitter que fechar a porta na cara dos refugiados trairia os valores norte-americanos e que isso não vai acontecer

O Presidente norte-americano, Barack Obama, partilhou, esta quarta-feira, na sua conta oficial no Twitter, a informação de que os Estados Unidos vão receber durante o próximo ano “pelo menos 10 mil refugiados”.

O comunicado surge depois de Obama ter considerado, à margem da cimeira do Fórum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico, que impedir a entrada de refugiados sírios no país é um ato ofensivo.

“Vamos acolher pelo menos 10 mil refugiados que fogem da violência na Síria, durante o próximo ano, depois de passarem por altas verificações de segurança”, escreveu o Presidente na rede social.

A confirmação da decisão, por parte do Presidente dos EUA, acontece depois de 26 dos 50 estados norte-americanos terem anunciado que pretendiam interromper o programa de acolhimento, na sequência dos atentados terroristas em Paris.

“Fechar a porta na cara dos refugiados trairia os nossos valores mais profundos. Isso não é o que somos. E não é o que vamos fazer, escreveu ainda Obama no Twitter.

“O nosso objetivo é dar um lugar seguro aos sírios mais vulneráveis - mulheres, crianças e sobreviventes de tortura”, exemplificou Obama numa outra publicação.

O Presidente norte-americano assegurou ainda que a proteção dos americanos está em primeiro lugar, acrescentando que com a ajuda dos 65 parceiros globais está a ser liderada a campanha de combate ao autoproclamado Estado Islâmico (Daesh).