Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Nigéria. Explosão em mercado mata 32 pessoas

  • 333

O incidente ocorreu na cidade de Yola, no nordeste da Nigéria. Embora o atentato não tenha sido reivindicado, as suspeitas recaem sobre o grupo extremista Boko Haram

Uma bomba explodiu, esta terça-feira à noite, num mercado na cidade de Yola, no nordeste da Nigéria. A explosão, que ocorreu pelas 20h20 locais (19h20 em Lisboa), matou pelo menos 32 pessoas e provocou cerca de 80 feridos.

“Contámos 32 mortos até agora e cerca de 80 feridos”, declarou o coordenador da Agência Nacional de Gestão de Emergência, Sa'ad Bello. A Cruz Vermelha indicou um número de vítimas semelhante, com pelo menos 31 mortos e 72 feridos.

A explosão ocorreu num mercado de frutas e vegetais, na capital do estado de Adamawa. “O chão junto à minha loja ficou coberto de cadáveres”, afirmou Alhaji Ahmed, proprietário de um estabelecimento no mercado.

O incidente aconteceu depois de, na sexta-feira, o Presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, ter estado em Yola para condecorar soldados pela coragem demonstrada na luta contra o Boko Haram, tendo afirmado que o grupo extremista estava prestes a ser derrotado. Apesar de o atentado ainda não ter sido reivindicado, há suspeitas de que tenha sido cometido pelo mesmo grupo radical.

Nos últimos meses, o grupo extremista nigeriano efetuou diversos ataques à cidade de Yola, com o objetivo de instaurar um califado no norte da Nigéria, maioritariamente muçulmano, ao contrário do sul, que é de maioria cristã.

O Boko Haram e a consequente repressão por parte das forças armadas nigerianas já provocaram a morte de mais de 17 mil pessoas desde 2009, assim como cerca de 2,6 milhões de deslocados e refugiados nos Camarões, Chade e Níger.