Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tunísia fez 17 detenções e anuncia ter evitado vários ataques terroristas

  • 333

ZOUBEIR SOUISSI/ REUTERS

Um atentado estaria a ser planeado para acontecer ainda este mês, anunciou o Governo tunisino

A Tunísia anunciou esta terça-feira ter conseguido travar uma série de ataques terroristas, depois de ter detido 17 extremistas ligados ao autodenominado Estado Islâmico (Daesh), elementos que planeavam atacar hotéis e forças de segurança.

Segundo fonte oficial do Governo tunisino, um ataque de maior envergadura estaria planeado para este mês na cidade de Sousse, a mesma onde um outro atentado, reivindicado pelo Daesh em junho, matou 38 estrangeiros. Antes deste, em março, 21 turistas perderam também a vida às mãos do mesmo Daesh, num ataque ao Museu Bardo, em Túnis.

Sobre as detenções anunciadas, a mesma fonte referiu estarem em causa vários membros treinados na Líbia e na Síria, operativos que apenas aguardavam ordens para realizar os ataques.

“Frustrámos um grande ataque este mês, algo que a célula terrorista estava a preparar tendo por alvo instalações vitais, hotéis, centros de segurança e visando também a polícia, para trazer o caos para o país", disse à Reuters o chefe de segurança do Ministério do Interior, Rafik Chelli.