Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

José Cesário. “Garanto que o terrorista não tem nacionalidade portuguesa”

  • 333

Foto D.R.

O secretário de estado das Comunidades Portuguesas foi esta tarde a Paris homenagear as vítimas dos atentados. Dois portugueses morreram, mas José Cesário não exclui a possibilidade de haver mais cidadãos nacionais entre as vitimas

José Cesário colocou esta tarde uma coroa de flores no memorial junto à sala de espetáculos Bataclan, no 11.º distrito de Paris. Após o momento de homenagem, o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas disse aos jornalistas não estar colocada de parte a possibilidade de existirem mais portugueses entre as vítimas mortais dos atentados da passada sexta-feira.

“É uma homenagem em nome do Governo às vítimas destes atentados, que fizeram vítimas de todas as origens, entre as quais portugueses. Não é de excluir que haja mais vítimas portuguesas, porque há pessoas ainda não identificadas”, referiu José Cesário. O mais recente balanço aponta para dois portugueses mortos nos atentados e cinco feridos.

Nas últimas horas foi divulgado que um dos terroristas, Ismael Omar Mostefai de 29 anos, seria filho de mãe portuguesa e pai argelino. Cesário não confirma a alegada ascendência, e revela: “Seguramente, ele não tem a nacionalidade portuguesa”.

Foi na passada sexta-feira que o terror regressou à capital francesa. Num atentado reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico, mais de 130 pessoas morreram, perto de 90 perderam a vida no interior do Bataclan.