Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Identificados mais dois autores dos ataques em Paris

  • 333

O procurador-geral da República francesa anunciou que dois novos atacantes foram identificados. São dois homens-bomba que se fizeram explodir na sala de espetáculos Bataclan e no Estádio de França

Mais dois presumíveis autores dos atentados de sexta-feira em Paris foram identificados, anunciou esta manhã o procurador-geral da República francesa, François Molins.

Tratam-se de dois bombistas suicidas que se fizeram explodir na sala de espetáculos Bataclan e no Estádio de França: um cidadão francês e outro nascido na Síria.

O atacante do Bataclan foi identificado como Samy Amimour, nascido em 15 de Outubro de 1987, em Paris. Com antecedentes criminais, o jovem tinha sido indiciado em outubro de 2012 por ligações a grupos terroristas e colocado sob supervisão judicial.

De acordo com o procurador-geral da República francesa, Samy Amimour foi alvo de um mandato de prisão internacional no outono de 2013. Nesta altura três familiares do jovem encontram-se detidos para serem ouvidos pelas autoridades.

O outro atacante identificado chama-se Ahmed. Foi confirmado que o passaporte sírio encontrado junto ao corpo de um kamikaze junto ao Estádio de França é verdadeiro e pertence a este jovem. Nascido em 1990, na Síria, Ahmed entrou na Europa através da ilha grega de Leros, vindo da costa turca, a 3 de outubro deste ano.

Três outros atacantes já tinham sido identificados. Mostefaï Ismaïl Omar, de 29 anos, - um cidadão francês de ascendência argelina - foi identificado através das impressões digitais na sala de espetáculos Bataclan. Nascido nos arredores da capital, em Courcouronnes, Mostefaï Ismaïl Omar vivia em Chartres, era pai de dois filhos e estava desempregado.

O jovem também já tinha cadastro, embora nunca tenha sido detido. O seu nome fazia parte da lista de suspeitos das autoridades franceses com ligações ao Daesh, depois de ter viajado para a Síria em 2013 e 2014.

Abbdulakbak B foi outro dos terroristas já identificado pelas autoridades. Natural da Síria, este homem chegou à Europa, à ilha de Leros, no passado dia 3 de outubro através da fronteira da Turquia com a Grécia. Viajou num barco com 69 refugiados.

Também Ahmed Almuhamed - outro dos atacantes - chegou ao velho continente como refugiado. As autoridades sérvias referem que Almuhamed passou pela Grécia a 2 de outubro, tendo chegado cinco dias depois à Sérvia.

O balanço provisório dos ataques de sexta-feira em Paris são 129 mortos e 352 feridos, 99 deles em estado grave.