Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Anonymous declaram guerra ao Estado Islâmico. “Esperem reação massiva”

  • 333

O grupo avisa que não vai deixar o Daesh escapar “impune” depois dos atentados de Paris

JEAN-CHRISTOPHE VERHAEGEN

O grupo de ativistas que combate através da internet difundiu nas redes sociais um vídeo em que anuncia que “a guerra começou”, deixando avisos ao autoproclamado Estado Islâmico (Daesh): “Temos hackers melhores”

Os atentados de Paris de 13 de novembro, de que resultaram pelo menos 129 mortes, já provocaram uma declaração de guerra, vinda não em forma de bombardeamentos e soldados mas de ciberataques. O grupo de ativistas cibernéticos Anonymous lançou esta segunda-feira nas redes sociais um vídeo em que declara que “a guerra contra o Estado Islâmico começou”.

Uma pessoa encapuçada que enverga a máscara utilizada como símbolo pelos ativistas, sentada a uma mesa, lê o comunicado em francês, em representação da ramificação gaulesa do grupo. “Esperem uma reação massiva do Anonymous”, avisa, justificando que os ataques protagonizados pelos “vermes que mataram pobres inocentes” continuam “impunes”.

Ao longo dos dois minutos e meio de vídeo, a figura avisa os terroristas do Daesh: “Os Anonymous de todo o mundo vão encontrar-vos, como aconteceu depois do atentado na redação do ‘Charlie Hebdo’”, recorda. Acrescentando que o Daesh pode esperar “numerosos ciberataques” a partir de agora, o porta-voz anónimo do grupo deixa um aviso claro: “Vamos lançar a operação mais importante alguma vez realizada contra vocês”.

Há ainda tempo para deixar as condolências às famílias das vítimas e salientar que “o povo francês vai levantar-se ainda mais forte” após a tragédia de sexta-feira. Depois, o lema do grupo ativista: “Não esquecemos, não perdoamos, aguardem-nos”.

O vídeo pode ser visto aqui:

Também na conta do Twitter associada ao grupo se pode ler uma mensagem em que o Anonymous promete “não parar de atacar o Estado Islâmico”, sublinhando que dispõe de “hackers melhores”.