Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Um português morto nos atentados em Paris

  • 333

O cidadão português foi encontrado nas imediações do Estádio de França

FRANCK FIFE/AFP/Getty Images

Chamava-se Manuel Dias, tinha 63 anos e “deveria trabalhar para uma empresa de transportes ou de turismo”, confirmou fonte segura ao Expresso

O português que morreu no atentado junto ao Estádio de França chamava-se Manuel Dias, tinha 63 anos e “deveria trabalhar para uma empresa de transportes ou de turismo, deveria ter ido levar umas pessoas para assistirem ao jogo de futebol”, disse fonte segura ao Expresso.

Um português, que se encontrava perto do Estádio de França, morreu esta sexta-feira à noite nos atentados terroristas que tiveram lugar em Paris.

O português em questão era um cidadão de 63 anos, que exercia “atividade profissional em França há vários anos” e “tinha um trabalho ligado ao transporte de pessoas”. “Ontem fez um transporte para a zona do Stade de France [um dos locais dos atentados], onde veio a falecer”, esclareceu à SIC o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário.

“Até ao momento não existem informações de mais portugueses mortos”, declarou ainda, sublinhando o facto de a França contabilizar como vítimas francesas os cidadãos com dupla nacionalidade. “Não podemos excluir essa hipótese [de existirem mais vítimas portuguesas], mas as probabilidades são muito baixas.”

Pelo menos 128 pessoas morreram nos atentados de esta sexta-feira em Paris, que ocorreram em pelo menos seis locais diferentes da cidade - o Estádio de França e a sala de espetáculos Bataclan são dois deles. Cerca de 300 pessoas foram hospitalizadas, 80 em estado crítico, segundo avança a agência francesa AFP.

Segundo as autoridades, os responsáveis pelos atentados - oito terroristas com coletes de explosivos, sete dos quais suicidas - estão todos mortos.

A França decretou estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência do atentado terrorista mais mortífero nos últimos dez anos na Europa.

Notícia atualizada às 14h00