Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Fronteiras encerradas e declarado estado de emergência em França

  • 333

POOL/ Reuters

O presidente francês François Hollande fez uma comunicação há momentos, em que declarou o estado de emergência e anunciou o encerramento das fronteiras

Pouco mais de uma hora após uma série de tiroteios e explosões em Paris, François Hollande apelou à calma e união. Esta sexta-feira à noite, em conferência de imprensa, o presidente francês decretou o estado de emergência e anunciou o encerramento das fronteiras.

Hollande disse ainda que vai pedir ajuda militar para garantir que ataques como este não repitam.

O chefe de Estado estava a assistir ao jogo particular entre as seleções de futebol da França e Alemanha, num estádio nos arredores de Paris. Hollande foi tirado do local quando se ouviram explosões à volta daquele complexo desportivo.

François Hollande esteve reunido com o primeiro-ministro, Manuel Valls, e o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve. Neste momento, o presidente está reunido no Conselho de Ministros extraordinário.

Esta sexta-feira, Paris foi palco de cenas de pânico nos bairros números 11 e 12, onde se registaram várias explosões e tiroteios. Notícias recentes apontam para pelo menos 60 mortos.

  • Novos tiros junto à sala de espetáculos Le Bataclan, em Paris

    Às 00h22 locais (23h22 em Portugal continental) foram ouvidos novos tiros junto à sala de espetáculos Le Bataclan, em Paris. Há várias ações armadas em curso na capital francesa. O presidente francês François Hollande declarou o estado de emergência e anunciou o encerramento das fronteiras