Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mulato substitui Samakuva na UNITA mas só até dezembro

  • 333

Isaías Samakuva assumiu a liderança da UNITA desde a morte do líder histórico e fundador do partido oposicionista, Jonas Savimbi, em 2002

FRANCISCO LEONG / AFP / Getty Images

Candidato à sua própria sucessão no XII congresso ordinário da União Nacional para a Independência Total da Angola, Isaías Samakuva entrega temporariamente a liderança partidária ao seu vice-presidente

A presidência da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) está entregue, até dezembro, ao deputado Ernesto Joaquim Mulato, vice-presidente, devido às eleições internas, informou o partido.

De acordo com informação transmitida pela UNITA, em causa está o facto de o presidente do partido, Isaías Samakuva, ser candidato à sua própria sucessão no XII congresso ordinário, a ter lugar entre os dias 3 e 5 de dezembro. Em cumprimento dos estatutos, o presidente deve suspender essas funções 48 horas antes do início da campanha eleitoral interna, que aconteceu esta segunda-feira. "Fica a responder pelos destinos do partido o engenheiro Ernesto Joaquim Mulato, vice-presidente da UNITA", divulgou o partido.

Além de Isaías Samakuva, que assumiu a liderança do partido oposicionista depois da morte do líder histórico e fundador da UNITA, Jonas Savimbi, em 2002, está também na corrida à presidência o general e deputado Abílio Kamalata Numa, também secretário-geral do partido.

A lista de três candidatos envolve ainda o também deputado e general Lukamba Paulo "Gato", que reedita o duelo de há 12 anos com Isaías Samakuva.

Quem vencer o congresso será o candidato da UNITA às próximas eleições gerais angolanas, que deverão ter lugar em 2017, num mandato que se prolongará por quatro anos (até 2019).