Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Generalitat da Catalunha prosseguirá com a resolução de independência

  • 333

QUIQUE GARCIA

A decisão política mantém-se, sublinhou o Governo catalão, depois de o Tribunal Constitucional ter suspendido a resolução aprovada “democraticamente” na segunda-feira

A Generalitat recusa aceitar a suspensão da declaração de independência do território catalão decretada pelo Tribunal Constitucional (TC) e garante que vai levar adiante as suas pretensões.

“A decisão política é prosseguir com o mandato do Parlamento e com a resolução aprovada na segunda-feira”, afirmou a vice-presidente do Governo da Catalunha, Neus Munté, referindo-se à decisão conjunta dos partidos pró-independência Junts pel Sí e CUP (Candidatura de Unidade Popular, extrema-esquerda), com vista à “criação do Estado catalão independente”.

Numa declaração pública, reagindo à posição do TC, Munté sublinhou ainda que a resolução foi aprovada “democraticamente”, através de um processo que lhe confere “toda a legitimidade”.

Sobre os aspetos jurídicos da suspensão, a vice-presidente adiantou que haverá uma resposta ao recurso que o Governo espanhol apresentou (e que o Constitucional aceitou) mal sejam conhecidos os seus fundamentos.

Sobre a decisão do executivo de Mariano Rajoy de apresentar recurso ao TC, Neus Munté foi particulamente dura, considerando que a mesma evidencia “uma utilização da justiça para colocar uma mordaça aos desejos de democracia e liberdade dos cidadãos da Catalunha”.