Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Americanos podem ser proibidos de fumar dentro das suas casas

  • 333

AFP

A concretizar-se a alteração legislativa irá afetar os fumadores que vivem em casas estatais nos Estados Unidos

É uma medida que promete levar mais longe a guerra contra o tabaco nos Estados Unidos. O Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbanistico (DHDU) apresentou esta quinta-feira a proposta de uma nova norma federal para a proibição de se fumar dentro das casas estatais nos Estados Unidos.

A medida poderá ser aplicada em cerca de um milhão de residências existentes ao longo do país, impedindo os seus habitantes de fumarem no interior das casas que arrendam.

Desde 2009, que o Governo federal tem estado a pressionar para que seja proibido fumar nas casas estatais, o que já levou a que mais de 600 instituições, que gerem cerca de 200 mil habitações, tenham voluntariamente avançado com a proibição.

O DHDU alega que a proibição “melhora a qualidade do ar no interior das casas, beneficiando os residentes das casas públicas e os funcionários da Autoridade para a Habitação Social, reduz o risco de fogos catastróficos, e baixa os custos totais de manutenção”, para além de diminuir os perigos para os fumadores passivos.

Estima-se que 41 mil não fumadores morram anualmente nos Estados Unidos devido ao fumo passivo, segundo referem os dados dos serviços de saúde norte americanos. A medida divide contudo opiniões.

“O que eu faço no meu apartamento é problema meu, desde que eu pague a minha renda”, afirmou Gary Smith, residente de uma habitação social de Brooklyn, ao “The New York Times”.

“Vocês não sabem o que passa nos apartamentos das pessoas (…) O que é que eles vão fazer, cheiras o vosso apartamento?”, acrescentou.

“É lesivo e nós acreditamos que é muito importante nós termos um ambiente que seja saudável nas casas públicas", afirmou por seu turno Julián Castro, responsável por casas federais, citado pelo mesmo jornal.