Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Discos voadores? Não, são mesmo nuvens lenticulares

  • 333

De acordo com os meteorologistas, as nuvens lenticulares formam-se devido à presença de fortes ventos húmidos em terrenos acidentados, como montanhas ou vales

No domingo, os céus da Cidade do Cabo foram invadidos por uma série de nuvens arredondadas, com uma aparência invulgar. O fenómeno meteorológico surpreendeu os habitantes, mas afinal estas nuvens são “relativamente comuns”

Os residentes da Cidade do Cabo, capital da África do Sul, depararam-se com um estranho fenómeno, no domingo. O céu encheu-se de nuvens com uma aparência diferente do habitual. Rapidamente as redes sociais foram invadidas com fotografias do acontecimento, ao mesmo tempo que os utilizadores comparavam o formato das nuvens a óvnis. Contudo, os meteorologistas afirmam que existe uma explicação simples.

De acordo com os meteorologistas, este tipo de nuvens, tecnicamente chamadas de “nuvens lenticulares”, forma-se devido à presença de fortes ventos húmidos em terrenos acidentados, como montanhas ou vales.

“São nuvens relativamente comuns”, afirmou o meteorologista Derek Van Dam, citado pela CNN, explicando que o fenómeno acontece quando o ar que se desloca ao longo da superfície terrestre atinge um obstáculo, como uma montanha. Devido à obstrução, o ar em movimento tem que alterar o seu curso, causando o efeito arredondado das nuvens.

Annette Venter, meteorologista do “Enews Channel Africa”, divulgou uma explicação similar, concluindo que as nuvens lenticulares “são muitas vezes comparadas com óvnis, devido ao seu formato”.

O fenómeno atmosférico fez sucesso na Internet, através de vídeos e fotografias publicados pelos utilizadores, que recorreram às redes sociais para partilhar o acontecimento, comparando-o a uma invasão extraterrestre.