Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Jovem popular no Instagram revela “a verdade” das redes sociais

  • 333

Essana O'Neill tem 850 mil seguidores no Instagram e confessa ter sido viciada em redes sociais. Mas a jovem australiana decidiu mudar o estilo de vida e revela agora “a dura realidade” que está por trás do mundo virtual

Aos 19 anos, Essana O'Neill é uma das jovens australianas com mais seguidores no Instagram. Durante dois anos, as suas fotos foram visualizadas por milhares de pessoas na rede social, mas entretanto decidiu mudar a sua conta para revelar os segredos implícitos nas fotografias perfeitas, garantindo que “as redes sociais não são a vida real”. Com uma legião de seguidores em várias plataformas na Internet, O'Neill decidiu abandonar o mundo dos likes e expor “a dura realidade”.

“Sim, eu desisti de todas as redes sociais (...) Eliminar todas aquelas aplicações do meu telemóvel foi a coisa mais poderosa e libertadora que já fiz”, escreveu a jovem na página web que criou para ajudar outros da sua geração a libertarem-se da obsessão pelas redes sociais.

O'Neill apagou a sua conta no Tumblr e no Snapchat, deixando unicamente disponível o perfil de Instagram, essenaoneill, para contar o que está por trás das fotos que publicou, desde a adolescência, e que despertaram a atenção de muitos utilizadores.

Numa das publicações mais recentes, onde pode ver-se a imagem de uma televisão com a frase “somos uma geração a quem lavaram o cérebro”, O'Neill anunciou a decisão de desistir das redes sociais.

No seu site “Let's be game changers” (em português, “Vamos mudar o jogo”), a australiana admitiu ganhar com facilidade cerca de 2000 dólares por mês, algo como 1800 euros, graças ao número de visualizações ou de seguidores que conquistava mediante a plataforma utilizada. O'Neill conseguiu até que diferentes marcas lhe pagassem para que a jovem publicitasse os produtos.

A 27 de outubro, uma terça-feira, a jovem eliminou mais de 2000 fotografias que tinha partilhado no Instagram. Tudo porque percebeu que, assim como a maioria dos jovens, tinha ficado viciada nas redes sociais.

“Dei por mim a afogar-me numa ilusão. As redes sociais não são reais. São um artifício, com imagens forjadas e vídeos editados que se medem uns aos outros. É um sistema baseado na aprovação social, gostos, validação em visualizações e sucesso em seguidores. É um julgamento orquestrado. E isso consumiu-me ”.

O'Neill explica agora, em tom de protesto, qual o verdadeiro processo de preparação de cada foto. Outras imagens foram retituladas com pensamentos que a jovem teve na altura da publicação das fotografias.

“Tirei 100 fotos em poses semelhantes para que o meu estômago parecesse bonito. Mal comi nesse dia”, confessou numa das publicações.

“Não existe nada de zen, quando se tenta parecer zen”, afirmou na descrição de uma das imagens no Instagram.

“Por favor gostem da foto, pus maquilhagem, encaracolei o cabelo, pus um vestido justo, bijuteria desconfortável... Tirei 50 fotos até ter uma que achei que poderiam gostar”, disse numa outra publicação na rede social.

Ao partilhar a sua história, a conta de Instagram da australiana tornou-se mais popular do que nunca, e já tem 850.000 seguidores, um número ainda maior do que tinha antes.

No site, onde partilha vários textos e vídeos, O'Neill declarou ter mudado o estilo de vida, dedicando-se atualmente ao veganismo, à saúde física e espiritual e ainda à preservação do planeta Terra.