Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Avião russo pode ter sido abatido pelo Estado Islâmico

  • 333

EPA

Airbus russo com 224 passageiros a bordo pode ter sido abatido por um míssil. France Press avança que os terrorristas do autoproclamado Estado Islâmico reinvindicaram o atentado - e o apoio de Putin a Bashar Al-Assad pode ser o móbil deste atentado já reinvindicado, mas não confirmado. A Rússia, contudo, diz que as declarações do Daesh “não podem” ainda “ser consideradas verdadeiras”

“Os soldados do califado conseguiram abater, com sucesso, um avião russo no Sinai, que transportava mais de 220 cruzados russos. Foram todos mortos, graças a Deus”, pode ler-se num comunicado do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh), divulgado no Twitter e citado pela AFP. Segundo a Reuters, a mesma nota foi divulgada no site Aamaq, agência que se considera estar ligada ao grupo extremista.

Horas depois da queda do avião russo na cidade de Al-Arish, o ramo egípcio do Daesh garantiu este sábado ser responsável pela queda do avião da companhia aérea russa Kogalymavia (também conhecida como Metrojet).

O atentado pode tratar-se de uma represália à recente intervenção russa em território sírio, mas o ministro dos Transportes russos Maksim Sokolov declarou que a reivindicação dos militantes jiadistas “não pode ser considerada verdadeira”.

Também o porta-voz do exército, Mohamed Samir, afirmou ao “Guardian”: “Podem fazer as declarações que quiserem, mas não existe nenhuma prova até agora que os terroristas foram responsáveis pela queda do avião.

“Em breve saberemos as verdadeiras razões, quando a autoridade de aviação civil e as autoridades russas completarem a sua investigação” para averiguar as causas da queda do avião (e suspeitas de violação de regras de segurança de voo). E acrescentou ainda: “Mas o exército não considera autênticas as alegações do Daesh.”

Também Mokhtar Awad, analista do Center for American Progress, disse ao “Guardian” que as alegações do Estado Islâmico são demasiado “vagas”. O comunicado nem sequer “declara de que forma é que conseguiram abater o avião. Mesmo os mísseis terra-ar mais sofisticados não conseguiriam alcançar uma altitude tão grande”, explica, acrescentando que o avião terá aumentado de altitude “quando terá começado a sentir problemas técnicos.

As autoridades egípicas confirmaram a morte das 224 pessoas - das quais 17 eram crianças - que estavam a bordo do voo 7K9268 da companhia aérea russa.

O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, mostrou-se “profundamente abalado” com a queda do avião. Já o Presidente Vladimir Putin anunciou um dia de luto nacional apra domingo.

Notícia atualizada às 16h57

  • Não há sobreviventes. Morreram 221 russos e três ucranianos

    Avião tinha levantado voo da zona turística de Sharm El Sheikh com destino a São Petesburgo. Tudo indica que os passageiros eram turistas em fim de férias. Primeiro-ministro egípcio já confirmou. Morreram 217 passageiros e sete tripulantes: 17 eram crianças

  • Indonésia. Oito meses de luto e choro em acidentes aéreos

    A passagem de ano foi trágica para as famílias dos 155 indonésios que morreram na queda do avião da Air Asia. A 30 de junho, a queda de um avião militar fez mais de 140 mortos. Este domingo, autoridades já confirmaram a queda de um avião com 54 pessoas

  • A perigosa relação entre a Rússia e a Síria

    O autoproclamado Estado Islâmico (Daesh) terá reinvindicado a autoria de um atentado, que assim poderá ter causado o desastre de hoje com o Airbus russo, que levava 224 passageiros a bordo. Ligações entre a Rússia e o regime sírio provocam a ira dos terroristas. Saiba porquê

  • Airbus. Mais de mil mortos em 16 anos

    No dia 24 de março o piloto alemão Andreas Lubitz despenhou intencionalmente um Airbus A 320 da Germanwings que fazia a ligação Düsseldorf-Barcelona. Este sábado, um Airbus russo caiu 23 minutos depois de ter levantado de Sharm El Sheikh no Egito. A bordo estavam 224 ou 219 pessoas de acordo com os números avançados. 17 eram crianças. O Expresso volta a publicar um balanço com os acidentes dos A 320