Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

“Teste à paciência”. Facebook reduz velocidade da internet dos funcionários

  • 333

ANTONY DICKSON/ AFP/ GettyImages

O objetivo é simular a experiência das pessoas que usam a rede social em mercados emergentes e que, na maioria dos casos, acedem “pelo telemóvel com ligações 2G”. Nos países desenvolvidos, o mais comum são as ligações 3G ou 4G

As terças-feiras vão passar a ser diferentes para os funcionários do Facebook. Por uma hora, vão ter a opção de abrandar o ritmo de trabalho, mas apenas porque podem escolher trabalhar com uma ligação 2G. Esta ação faz parte da campanha, lançada esta terça-feira, “2G Tuesdays”. O objetivo é que os trabalhadores percebam como é que as pessoas utilizam aquela rede social em partes do mundo onde a internet é mais lenta.

“A escala de pessoas que estão online nos mercados emergentes é surpreendente, na maioria dos casos fazem-no pelo telemóvel com ligações 2G. Mas há a desvantagem de que as redes 2G podem demorar até dois minutos para carregar uma página. Precisamos de compreender como as pessoas usam o Facebook nas diferentes ligações em todo o mundo, para podermos proporcionar-lhes a melhor experiencia possível”, justificou um porta-voz da Facebook, citado pelo “Wall Street Journal”.

Durante uma hora, à terça-feira, os funcionários vão poder criar perfis e fazer o upload de fotos e vídeos com a ligação 2G. Nos países desenvolvidos esta velocidade é incomum, sendo o mais normal as ligações 3G ou 4G.

“Ao longo desta hora, a experiência deles [funcionários] será muito semelhante à de milhões de pessoas em todo o mundo que têm Facebook e usam a ligação 2G. Vão ser capazes de ver onde precisamos de melhorar os nossos produtos, mas também vão detetar que já fizemos grandes melhorias”, explicou Tom Alison, engenheiro da empresa, citado pelo “Bussiness Insider”.

Tom Alison admite que usar o Facebook em 2G é quase um “teste à paciência” e uma experiência “muito diferente” daquela a que estamos habituados.