Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Refugiada afegã com 105 anos chegou à Croácia

  • 333

Após 20 dias de uma viagem extremamente dura, a família prosseguiu viagem. Querem ir para a Suécia

Luís M. Faria

Jornalista

Uma refugiada afegã com 105 anos chegou na terça-feira a um campo de refugiados na Croácia. Bibihal Uzbeki provém de Kunduz e terá passado 20 dias em viagem, na companhia de outros 16 membros da sua família, incluindo um filho com 67 anos e um neto com 19.

Atravessaram montanhas e florestas, muitas vezes com a idosa às costas ou numa casa. Parte do tempo ela foi a pé. Apenas se queixa de dores nos pés, e diz que está bem.

No campo de Opatovac, o maior da Croácia, a família ficou instalada numa tenda da Cruz Vermelha. A seguir, verificados os papéis de identificação (única prova concreta da idade de Bibihal, que um parente confirma), foram encaminhados para um comboio que ia para a Eslovénia. O objetivo final é a Suécia, país com uma tradição já longa de acolher refugiados.

Desde que a Hungria fechou a sua fronteira com a Sérvia em meados de setembro, centenas de milhares de refugiados terão seguido a rota alternativa através da Croácia. Entretanto, já nesta semana houve mais uma reunião de responsáveis políticos em Bruxelas para tentar lidar com o assunto. E o ex-ministro australiano, Tony Abbott, veio aconselhar os europeus a seguirem o exemplo australiano e fecharem as fronteiras, não se deixando levar pelo “imperativo de amar o nosso vizinho como a nós mesmos” e evitando o “erro catastrófico” de permitir ondas de migrantes económicos.

“A experiência australiana prova que a única forma de dissuadir as pessoas que procuram vir de longe é não as deixar entrar”, disse Abbott em Londres, na segunda de uma série de conferências em homenagem a Margaret Thatcher.