Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Costa do Marfim reelege Presidente

  • 333

O atual Presidente foi reeleito para um segundo mandato de cinco anos

LUC GNAGO/ REUTERS

O Presidente reeleito, Alassane Ouattara, mostrou-se satisfeito com as primeiras eleições que decorreram de forma pacífica no país em mais de vinte anos: “Virámos a página”, disse

O atual Presidente da Costa do Marfim venceu as eleições deste domingo, conforme revelam os resultados oficiais divulgados esta quarta-feira pela comissão eleitoral marfinense: Alassane Ouattara foi reeleito com 84% dos votos.

O segundo candidato mais votado, Pascal Affi N'Guessan, ficou muito aquém dos resultados alcançados pelo vencedor, registando apenas 9% das preferências dos eleitores. No entanto, o candidato, que é aliado do antigo Presidente Laurent Gbgagbo, já contestou a transparência do processo eleitoral.

As últimas eleições, realizadas em 2010, resultaram numa violenta guerra civil, depois de Laurent Gbgagbo, então Presidente cessante e candidato a um segundo mandato, ter autoproclamado a sua vitória, apesar de Ouattara ter reunido mais de 80% dos votos. O conflito durou até 2011 e provocou mais de 3000 vítimas mortais. Gbgagbo é suspeito de ter cometido crimes de guerra.

N'Guessan não foi o único a desconfiar das condições em que o ato eleitoral decorreu: vários candidatos desistiram da corrida à presidência ainda durante o período de campanha, alegando que a eleição não seria justa e livre. Por outro lado, vários analistas norte-americanos declararam na segunda-feira que os moldes em que a eleição presidencial decorreu merecem credibilidade.

Esta foi a primeira vez em vinte anos que a Costa do Marfim viveu umas eleições pacíficas. O Presidente reeleito já declarou que os resultados mostram que o país “virou a página” em relação à “crise” que atravessou nos últimos anos.