Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Alerta da ONU: há crianças obrigadas a manter relações sexuais para pagarem viagens para a Europa

  • 333

ERWIN SCHERIAU/EPA

Em causa está a crise dos refugiados. Dos 644 mil migrantes que chegaram este ano por mar à Europa, 34% são mulheres e crianças

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) alertou esta sexta-feira que tem recebido inúmeras denúncias de abusos sexuais contra crianças e mulheres refugiadas praticados pelos traficantes que os trazem até à Europa.

“Temos escutado denúncias horríveis de crianças obrigadas a manter relações sexuais com os traficantes como pagamento da sua viagem”, afirmou Melissa Fleming, porta-voz do ACNUR.

Dos 644 mil migrantes que chegaram este ano por mar à Europa, 34% são mulheres e crianças. A organização da ONU refere que um grande número de crianças viaja sem acompanhamento de adultos, o que as torna “presas fáceis”.

As mulheres e crianças ficam em situação de grande vulnerabilidade nos caminhos, estações de comboio e embarcações por onde passam, rodeadas por milhares de pessoas, refere ainda a ACNUR, indicando que recebeu denúncias vindas de todos os países por onde têm passado os refugiados.

A ACNUR refere também que as violações e abusos prosseguem depois nos centros de detenção dos refugiados, onde são praticadas por outros refugiados e migrantes.