Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Jovem armado com espada invade escola sueca, mata um professor e fere três alunos

  • 333

REUTERS

Desconhecem-se as causas do crime. O atacante, com cerca de 20 anos, foi atingido a tiro pela polícia. Primeiro-ministro sueco fala num “dia negro” para o país

Um professor morreu e pelo menos três estudantes ficaram feridos esta quinta-feira na sequência de um ataque de um homem a uma escola da cidade de Trollhatten, na Suécia. O indivíduo, com uma máscara no rosto do filme “Star Wars” e armado com uma espada, uma faca e outras armas, invadiu o bar anexo à escola e começou a atacar estudantes e funcionários que ali estavam, segundo testemunhas ouvidas pelo jornal sueco “Dagens Nyheter”.

“O atacante tem cerca de 20 anos e levava mais do que uma arma branca, incluindo uma faca”, declarou Thomas Fuxborg, porta-voz da polícia da cidade, citado pela AP. Os feridos são dois estudantes da escola de 11 e 15 anos, adianta a imprensa local.

As autoridades deslocaram-se à escola na sequência de uma chamada de emergência. Neste momento, vários carros de patrulha e ambulâncias estão parados em frente ao local.

São ainda desconhecidas as causas do crime. Entretanto, o atacante foi atingido a tiro pela polícia, não havendo ainda informações sobre o seu estado, avança a BBC.

“Quatro pessoas foram transportadas para o hospital. O atacante está a ser tratado pelos ferimentos. Os outros estão também a ser tratados, alguns dos quais apresentam ferimentos com gravidade e estão a ser operados”, afirmou Niklas Claesson, porta-voz do hospital local.

O diretor da escola convocou uma reunião de emergência para discutir o reforço da segurança no local.

Entretanto, o primeiro-ministro sueco está a caminho da escola em Trollhättan para acompanhar a situação de perto. “Este é um dia negro para a Suécia. Não há palavras para descrever o que as vítimas e as suas famílias, alunos e funcionários, estão a passar agora”, declarou Stephen Löfven, garantindo que será disponibilizado todo o tipo de apoio às vítimas e familiares.

Também o ministro sueco do Interior também já lamentou o ataque: “É com tristeza e desânimo que recebi a notícia do ataque na escola de Trollhattan. Os meus pensamentos vão para as vítimas e as suas famílias”, escreveu Anders Ygeman na sua conta no Twitter.

A escola que foi alvo do ataque tem cerca de 400 estudantes, desde a pré-primária até ao ensino secundário.