Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Israelitas matam migrante tomado por terrorista

  • 333

Após ter sido alvejado por um elemento das forças de segurança israelitas, migrante da Eritreia foi linchado

Faleceu esta segunda-feira de manhã num hospital israelita um imigrante da Eritreia que foi alvejado por um elemento das forças de segurança israelitas. A vítima foi confundida com um homem que participou num ataque que acabara de ocorrer num autocarro. Depois de ter sido atingido a tiro, o migrante foi linchado por populares.

Mila Abtum, de 26 anos, trabalhador numa comunidade agrícola, foi apanhado no domingo à noite na estação central de autocarros de Beersheba, no sul de Israel, para onde se deslocara para levantar o seu visto renovado. Instantes antes, um israelita beduíno, armado com uma pistola e uma faca, atacou um autocarro, matando um militar israelita e ferindo outros 10.

Os media israelitas indicam que a cor da pele da vítima terá levado a que, nos momentos de pânico após o ataque, tenha sido tomado como um dos autores do ataque. Abtum foi alvejado por diversas vezes pelo elemento das forças de segurança israelitas, tendo sido depois apanhado pela multidão enfurecida, enquanto rastejava, que o linchou.

Os paramédicos ainda tentaram salvá-lo, enquanto aqueles que o agrediam gritavam frases como “morte aos árabes”, “árabes fora” e “o povo de Israel ainda vive”. A polícia israelita anunciou entretanto ter aberto uma investigação para identificar aqueles que participaram no linchamento.

“É terrível (…) Isto mostra a terrível situação em que estamos”, afirmou a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita, Emmanuel Nahshon. A morte do migrante da Eritreia ocorre após as últimas semanas terem sido marcadas pelo aumento da tensão e violência no Médio Oriente, com diversos casos de palestinianos abatidos após terem tentado esfaquear israelitas.