Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Merkel vai reunir-se com Erdogan para debater crise dos refugiados

  • 333

PATRICK SEEGER/ EPA

Chanceler alemã quer encontrar uma resposta para a crise dos refugiados. Encontro com o Presidente turco vai decorrer em Instambul

A chanceler alemã, Angela Merkel, desloca-se este domingo à Turquia para se encontrar com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, uma peça-chave aos olhos de Berlim na procura de soluções para a crise dos refugiados.

Merkel, cujos sucessivos governos atuaram como travão às aspirações turcas de aderir à União Europeia (UE), alterou recentemente a sua posição a favor dos pontos de vista de Erdogan, enquanto a nível interno crescem as pressões sobre a chanceler para conter a vaga de pedidos de asilo na Alemanha.

Berlim tem-se manifestado relutante em relação às
aspirações da Turquia para entrar na União Europeia, mas o medo parece ter-se começado a dissipar devido à necessidade de aliviar a situação criada pelos refugiados que, pela primeira vez, chegam aos países da UE.

Em Istambul, Merkel vai reunir-se com Erdogan e com o primeiro-ministro turco, Ahmed Davutoglu Ahmet, com quem deverá falar
da luta contra o terrorismo do grupo Estado Islâmico (EI) e da crise dos refugiados.

A Turquia tem, em contrapartida, de cooperar ativamente com a Grécia na proteção das fronteiras externas da União Europeia, matéria que não é fácil, nem para Atenas e nem para Âncara, no meio do conflito com o Chipre.

Na sexta-feira, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, anunciou que a União Europeia chegou a acordo com a Turquia sobre um plano de ação comum para as migrações, que considerou um "passo decisivo".

Em contrapartida, Bruxelas compromete-se a acelerar as negociações sobre os vistos para cidadãos turcos.