Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ucrânia retira armamento pesado de Donetsk

  • 333

ANATOLII STEPANOV/ Getty Images

Segundo o porta-voz militar da presidência ucraniana, a trégua, que entrou em vigor no começo de setembro, foi respeitada “de forma exemplar” nas últimas 24 horas e que “nem um só soldado ucraniano morreu ou ficou ferido”

A Ucrânia anunciou este sábado que começa a retirar no domingo o armamento pesado da região de Donetsk, apesar do adiamento já anunciado por separatistas pró-russos, que acusam Kiev de vários ataques contra as suas posições.

"A partir de amanhã [domingo] deve começar a retirada das armas pesadas com menos de 100 milímetros e de os morteiros com menos de 120 milímetros de calibre da região de Donetsk", afirmou o porta-voz militar da presidência ucraniana, Andréi Lisenko.

O militar destacou que a trégua, que entrou em vigor no início de setembro, foi respeitada "de forma exemplar" nas últimas 24 horas e que "nem um só soldado ucraniano morreu ou ficou ferido".

Segundo o mesmo responsável, o Estado-maior do Exército ucraniano decidiu seguir com os seus planos em linha com os acordos de paz de Minsk.

No entanto, a autoproclamada República Popular de Donetsk confirmou hoje que adiou a retirada de armamento para 21 de outubro, escudando-se nas violações de cessar-fogo por parte das forças governamentais.

O representante, Eduard Basurin, explicou que o calendário de retirada está a ser ultimado com a Organização para a Segurança e Cooperação da Europa (OCDE), que garante o comprimento dos acordos de paz.