Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Nove em cada dez proprietários de Volkswagen no Reino Unido querem ser indemnizados

  • 333

AXEL SCHMIDT/ REUTERS

A consulta refere também que 96% dos entrevistados afirmaram que compraram os automóveis por razões económicas, com a questão do ambiente a figurar como outro motivo apontado, em paralelo, por 90% dos inquiridos

Nove em cada dez proprietários de automóveis Volkswagen (VW) com motores “diesel” afetados pelo escândalo da manipulação das emissões poluentes no Reino Unido consideram que devem receber uma indemnização, segundo uma sondagem revelada esta quinta-feira.

Em setembro, o grupo VW informou que no Reino Unido existem 1.189.906 veículos com motor “diesel” EA 189 EU5, afetados pela manipulação de dados de emissão de gases poluentes.

Uma sondagem conduzida pelo grupo “Which?”, dedicado à proteção do consumidor britânico, indica que 90% dos proprietários destes automóveis, fabricados entre 2008 e 2015, considera que a empresa deveria pagar uma indemnização.

A consulta, feita a um universo de cerca de 2.000 proprietários destes veículos, refere também que 96% dos entrevistados afirmaram que compraram os automóveis por razões económicas, com a questão do ambiente a figurar como outro motivo apontado, em paralelo, por 90% dos inquiridos.

Segundo o diretor da “Which?”, Richard Lloyd, muitos donos de VW indicaram ter comprado o carro pela eficiência e o menor impacto para o ambiente, pelo que “é revoltante que a VW não seja clara com os seus consumidores sobre como e quando serão compensados”.

A 18 de setembro foram conhecidos publicamente os resultados de testes a emissões poluentes de viaturas equipadas com motores “diesel” do grupo Volkswagen, relativamente às marcas Volkswagen, Audi, Seat e Sköda, concluindo-se pela existência de viaturas equipadas com um dispositivo que permite a manipulação de informação relativa a emissões poluentes.

O grupo alemão admitiu a existência de 11 milhões de carros nestas circunstâncias, e em Portugal, de acordo com informação divulgada pela SIVA, representante das marcas Volkswagen, Audi e Sköda, estima-se que existam cerca de 94 mil viaturas afetadas, mais 23 mil da marca Seat, totalizando 117 mil veículos.