Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Por esta é que Merkel e Hollande não esperavam

  • 333

Merkel discursava quando Eleonora Forenza surgiu com este cartaz manuscrito com o logótipo da Volkswagen: “A austeridade é tóxica”

VINCENT KESSLER/REUTERS

A eurodeputada italiana Eleonora Forenza agitou o dia de Merkel no Parlamento Europeu. A chanceler até pode ter pensado que iria discursar de ‘braço dado’ com Hollande. Mas Eleonora, que é amiga de Tsipras, confrontou-a com o cartaz que dizia: “A austeridade é tóxica”

Luminosa, de casaco azul, num tom próximo do azul céu, Angela Merkel quis marcar presença no Parlamento Europeu num debate que o presidente daquele órgão, Martin Schulz, classificaria de “símbolo da reconciliação franco-alemã e da unidade europeia”.

Só aquilo que prometia ser uma bela jornada sem incidentes para o eixo franco-alemão, foi interrompido pela italiana, Eleonora Forenza, eurodeputada de esquerda da GUE/NGL, e do grupo Altra Europa com Tsipras.

Eleonora, que nasceu num país que é a grande potência do Sul, interrompeu o discurso da chanceler com um cartaz com o logótipo da Volkswagen, que era um protesto contra os malefícios da política austeritária que a chanceler impôs aos países do Sul... que ela vê como despesistas.

Merkel discursava quando Eleonora Forenza surgiu com este cartaz manuscrito com o logótipo da Volkswagen: “A austeridade é tóxica”

Merkel discursava quando Eleonora Forenza surgiu com este cartaz manuscrito com o logótipo da Volkswagen: “A austeridade é tóxica”

VINCENT KESSLER/REUTERS

Os seguranças cumpriram a sua tarefa e travaram o avanço da Eleonora que empunhava o pequeno cartaz manuscrito com o logótipo da Volkswagen.... colado sobre uma cartolina da cor do casaco usado pela chanceler Merkel.

O discurso de Hollande também não escapou à exibição de cartazes protestativos.

François, disse que a Europa tem de estar “aberta ao exterior”, e ser capaz de defender os seus interesses e valores”. Além disso, criticou a tentação de nos “recolhermos nas nossas conchas nacionais”, condenando o velho continente à “impotência” e à incapacidade de encontrar o consenso político necessário para acolher refugiados.

Angela lançava sorrisos para a bancada à sua esquerda, François acenava à bancada à sua direita

Angela lançava sorrisos para a bancada à sua esquerda, François acenava à bancada à sua direita

VINCENT KESSLER / REUTERS

Hollande discursou esta quarta-feira no plenário do Parlamento Europeu para falar dos grandes valores europeus. Alguns membros do PE aproveitaram a ocasião para mostrar cartazes anti-austeridade

Hollande discursou esta quarta-feira no plenário do Parlamento Europeu para falar dos grandes valores europeus. Alguns membros do PE aproveitaram a ocasião para mostrar cartazes anti-austeridade

VINCENT KESSLER /REUTERS

São cenas de um dia animado em Estrasburgo. Quem sabe se esta moda pega em Portugal, onde os deputados da oposição só cosutmam assobiar ou patear os discursos do chefe de Governo no hemiciclo?