Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tem um Volkswagen? Já pode saber se foi apanhado pelo sistema fraudulento

  • 333

JIM YOUNG / Reuters

No total, há cerca de 117 mil veículos em Portugal que têm o dispositivo incorporado. Skoda, Audi e Seat ainda não dão acesso à informação

Se tiver na garagem um carro a diesel da marca Volkswagen (VW) e quiser descobrir se o motor do seu veículo é afetado pelo software que manipula as emissões de gases poluentes, já pode fazê-lo. A VW disponibiliza a partir desta terça-feira uma forma de chegar a essa informação através de uma opção criada no site da marca, que pode consultar AQUI. Também pode contactar a marca através do 808 30 89 89 ou do endereço eletrónico apoio.clientes@siva.pt.

Para confirmar se o seu veículo foi ou não afetado pelo polémico software, terá de inserir o número de chassis, que se encontra no livro de manutenção da viatura ou na parte inferior do para-brisas. Uma ressalva: apenas os clientes da VW, e não das outras marcas que pertencem à empresa-mãe, vão ter acesso a estas informações.

No total, existem cerca de 117 mil veículos em Portugal que têm o sistema fraudulento incorporado. Destes, 53.761 são da marca Volkswagen, 31.839 da Audi, 8800 da Skoda e 23 mil pertencem à Seat.

A SIVA, importadora das marcas da VW, já transmitiu as novidades em comunicado: "Os clientes da Volkswagen em Portugal já podem consultar, no site da marca, informação sobre o seu veículo e ficar a saber se ele foi afetado pelo software que causa discrepâncias nas emissões de Óxido do azoto (NOx) durante os testes de dinamómetro".

A SIVA avançou ainda que a marca está a trabalhar “intensamente” para encontrar uma solução técnica para o problema. Esta quarta-feira, a VW deverá desvendar as medidas que vai tomar em relação aos 11 milhões de carros que foram afetados pelo software fraudulento, de acordo com a solicitação das autoridades alemãs. O grupo alemão já assumiu “total responsabilidade” no caso e anunciou que vai suportar o custo de “todas as medidas necessárias”.