Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

China. Nova explosão com pacote armadilhado

  • 333

A explosão desta quinta-feira aconteceu num edifício residencial, depois de sete pessoas terem morrido na quarta-feira, resultado de uma série de outros rebentamentos

FEATURECHINA/EPA

Engenho deflagrou esta manhã, depois de sete pessoas terem morrido, consequência de uma série de rebentamentos ocorridos na quarta-feira, na província de Guangxi. Todos os explosivos foram enviados pelo correio

Uma nova explosão ocorreu esta manhã numa cidade da província de Guangxi, China, depois de uma série de explosivos enviados pelo correio terem deflagrado na quarta-feira, em diferentes locais, matando sete pessoas e deixando mais de 50 feridas.

Segundo a polícia, a mais recente explosão ocorreu num edifício residencial e ouviu-se poucas horas depois de ter sido detido um homem de 33 anos, suspeito de estar envolvido nos ataques. Não há registo de vítimas.

Entretanto, as autoridades abriram uma investigação sobre os ataques, que não estão a ser tratados como terrorismo. Os explosivos foram enviados em 17 pacotes, por correio expresso, em Liucheng, um pequeno município com uma população de cerca de 400 mil habitantes. Entre os alvos escolhidos, contam-se vários edifícios governamentais, um centro comercial e um hospital. Por precaução, os moradores foram alertados através do Weibo - equivalente chinês do Twitter - para não abrirem encomendas.

A província de Guangxi, que faz fronteira com o Vietname, é uma das regiões mais pobres da China.