Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Francisco já chegou aos Estados Unidos

  • 333

MICHAEL REYNOLDS / EPA

O líder da Igreja Católica foi recebido pela família Obama e por centenas de devotos na Base Andrews, arredores de Washington

O papa Francisco chegou aos Estados Unidos para a sua primeira visita a este país que durará seis dias e, devido ao foco nos excessos do consumo, pobreza e marginalizados, pode ser vista como crítica da sociedade norte-americana.

O sumo pontífice, de 78 anos, pisou solo norte-americano pela primeira vez na terça-feira, depois de uma visita a Cuba, na Base Andrews, da Força Aérea, nos arredores de Washington, onde foi recebido pelo Presidente Barack Obama, a sua mulher, Michelle, e as suas duas filhas.

Líderes católicos dos Estados Unidos da América e algumas centenas de devotos cumprimentaram o papa, que acenou à multidão.

Um pequeno grupo de crianças de escolas católicas da zona de Washington foi colocado na linha da frente para dar as boas-vindas a Francisco.

"Uma fonte de inspiração”

Esta quarta-feira, Obama vai receber o papa na Casa Branca.

"Quando o Presidente se sentar amanhã [esta quarta-feira] com o papa Francisco na Sala Oval, não terá uma agenda política", disse o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

"Esta é uma oportunidade para dois homens que têm tantos valores em comum falarem sobre os seus esforços, nos seus respetivos e muito distintos papéis, para fazer avançar esses valores partilhados", indicou.

Segundo Earnest, o Presidente dos EUA, Barack Obama, considera que o papa Francisco é "uma fonte de inspiração, não apenas para católicos, mas para pessoas de todas as religiões em todo o mundo".

Durante a sua visita aos EUA, de seis dias, o papa vai fazer dois discursos, um no Congresso, na quinta-feira, e outro na sede das Nações Unidas, na sexta-feira.