Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Papa apela aos cubanos que vivam a “revolução com ternura”

  • 333

ORLANDO BARRIA/EPA

Francisco fez o apelo durante uma missa em Cuba, que contou com a presença do Presidente Raul Castro, horas antes de partir para a visita aos Estados Unidos

“Nós somos solicitados a viver a revolução com ternura”, afirmou o Papa Francisco esta terça-feira, durante uma missa celebrada na Basílica da Nossa Senhora da Caridade, na antiga cidade mineira de El Cobre, próxima de Santiago, a segunda maior cidade cubana. O Presidente Raul Castro participouna cerimónia religiosa.

“Geração após geração, dia após dia, nós somos solicitados a renovar a nossa fé (…) A alma do povo cubano... foi forjada entre o sofrimento e a privação que não conseguiu suprir a fé”, disse ainda o Papa argentino, num apelo para que o povo do país que vive desde 1959 sob um regime comunista e ateísta redescubra a sua herança católica.

Na missa que celebrou no domingo em Havana, o chefe da Igreja Católica já tinha incitado os cubanos a auxiliarem-se uns aos outros e não à ideologia. Cerca de 10% dos cubanos costumam assistir regulamente à missa e a Igreja tem tentado aproveitar as mudanças no país para voltar a ganhar mais presença.

Depois desta visita a Cuba, o Papa inicia uma visita oficial aos Estados Unidos, chegando ainda esta terça-feira à cidade de Washington.

Francisco teve um papel importante de intermediação entre os líderes de Cuba e Estados Unidos, que antecedeu o processo de reatamento das relações entre os dois países.