Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Escândalo Volkswagen: Merkel pede transparência à empresa

  • 333

Julian Stratenschulte / EPA

Grupo automóvel anunciou que mais de 11 milhões de carros a gasóleo em todo o mundo foram equipados com um determinado tipo de motor que poderia distorcer os dados de emissõe de gases para a atmosfera. Multa pode ir até aos 18 mil milhões de dólares nos Estados Unidos, país onde foi detetado o caso

A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu esta terça-feira ao construtor automóvel Volkswagen que garanta "transparência total" no caso da manipulação das emissões poluentes nos veículos.

"Devido à situação difícil, é essencial agora garantir transparência total para esclarecer o assunto", afirmou a chanceler numa conferência de imprensa em Berlim, acrescentando que o ministro dos transportes alemão, Alexander Dobrindt, tem estado em contacto com a empresa.

"Espero que os factos sejam esclarecidos o mais depressa possível", afirmou.

A Volkswagen, maior fabricante de automóveis do mundo, admitiu que milhões de veículos do grupo têm equipamento que permite falsear o desempenho dos motores em termos de emissões para a atmosfera, após essa manipulação ter sido descoberta em testes de controlo da poluição nos Estados Unidos.