Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Esquerda grega vence eleições com metade das secções de voto contadas

  • 333

Juntos, o Syriza de Alexis Tsipras, os socialistas do Pasok e o Partido Comunista grego têm 179 deputados, de acordo com as projeções às 20h30 de Lisboa. Mas Tsipras vai manter o seu casamento governatamental com os nacionalistas do Anel

Grécia. Quando já estão contadas mais de metade das secções de voto nas eleições gregas deste domingo, a esquerda grega tem uma clara maioria parlamentar. Os três partidos somam 179 deputados, com o Syriza de Tsipras a eleger 145 deputados, quase metade dos 300 do parlamento sedeado em Atenas.

Em relação às eleições de 25 de janeiro deste ano, o Syriza perde quatro deputados, passando de 36,34% dos votos para 35,53%.

A Nova Democracia, o segundo partido mais votado, conquista 75 deputados [28,15%], ficando com menos um do que em janeiro.

Na área da esquerda, o Pasok recupera quatro deputados [ficando agora com 17] e os comunistas mantém os 15 deputados conquistados em janeiro.

Em terceiro lugar surge o partido de extrema-direita Alvorada Dourada [também conhecida por Aurora Dourada], que poderá eleger mais um deputado, com um crescimento percentual inferior a 1 % em relação às últimas eleições parlamentares.

Em sexto, sétimo e oitavo lugar vêm o To Potami com 11 deputados (3,92%), o Anel - partido nacionalista que manterá a coligação governamental com Tsipras, com 10 deputados (3,67%), e a União do Centro com 9 deputados (3,42%).