Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Refugiados. A culpa é dos alemães, acusam os checos

  • 333

HANNIBAL HANSCHKE / REUTERS

Ministro da Administração Interna da República Checa diz que as “atitudes musculadas” do Governo de Angela Merkel não ajudam a resolver a atual crise migratória

O ministro da Administração Interna da República Checa acusou esta terça-feira a Alemanha de estar a dificultar a resolução da atual crise migratória.

“O principal entrave à resolução desta crise é a inconsistência da Alemanha. Atitudes musculadas com os países vizinhos, junto à fronteira, ainda ajudam menos”, escreveu Milan Chovanec no Twitter.

No domingo, dia 13, a Alemanha reintroduziu provisoriamente os controlos das fronteiras, “em particular com a Áustria” para “conter o afluxo de refugiados” anunciou o ministro do Interior da Alemanha, Thomas de Maizière.

Esta terça-feira, a chanceler Angela Merkel defendeu a decisão do seu governo reafirmando a necessidade de melhorar os registos dos candidatos a asilo que chegam ao país e de garantir a segurança depois da “abertura excecional” das suas fronteiras por razões humanitárias.

Merkel defendeu na semana passada a adoção de “quotas vinculativas” mas a República Checa tal como Hungria, a Polónia, a Eslováquia, a Dinamarca, o Reino Unido e a Irlanda, não concordam.