Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

A América já travou um ataque ao Papa - e a visita ainda nem sequer começou

  • 333

Reuters/Erik de Castro

A visita de seis dias aos Estados Unidos está a gerar grandes preocupações por motivos de segurança

As autoridades federais estão extremamente preocupadas com possíveis ataques ao Papa Francisco durante a visita que efetuará este mês aos Estados Unidos e já travaram “um caso particular”, afirmou o responsável pelo Comité de Segurança Interna, não especificando de que tipo de ameaça se tratou.

“O Papa é um homem... muito passional. Ele gosta de ir ter com as pessoas e isso cria um grande risco em termos de segurança. Nós estamos a monitorizar muito atentamente ameaças contra o Papa” no âmbito desta visita aos Estados Unidos, afirmou o representante do Texas no Congresso, Michael McCaul.

O Papa deverá chegar aos Estados Unidos a 22 de setembro para um visita de seis dias, ao longo dos quais irá passar por Washington, Nova Iorque e Filadélfia.

Um apertado controlo dos aeroportos inclui-se entre as inúmeras medidas de segurança previstas. Durante a visita a Nova Iorque, o espaço aéreo da cidade será encerrado, não sendo também autorizado o voo de drones.

As autoridades estão a dar especial atenção à viatura em que o Papa se irá transportar, um jeep Wrangler que já se encontra a ser guardado pelos serviços secretos e que não será usado até à sua chegada, indicou o Vaticano.

O Papa Francisco irá intervir no Congresso norte-americano conjuntamente com o presidente Barack Obama. Em Nova Iorque, irá falar durante uma sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas e liderar uma cerimónia no Madison Square Garden.