Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estado Islâmico estará a produzir e a usar armas químicas

  • 333

GETTY

Um responsável norte-americano confirmou que o autodenominado Estado Islâmico (Daesh) usou gás mostarda no Iraque e na Síria, um tipo de armamento proibido pelas convenções internacionais mas que também estará a ser usado pelas forças do regime de Bashar al-Assad e pelos rebeldes

Os Estados Unidos identificaram pelo menos quatro ocasiões em que o Daesh utilizou armas com gás mostarda em ambos os lados da fronteira entre o Iraque e a Síria e estão cada vez mais convictos de que os jiadistas estarão a produzir armamento químico nestes países, segundo indicou um responsável norte-americano, que falou à BBC sob anonimato.

“Eles estão a usar (gás) mostarda (…) Nós sabemos que eles estão (a usar)”, afirmou.

A declaração vem reforçar anteriores indícios de que o Daesh estaria a recorrer ao armamento químico, proibido por convenções internacionais após a Primeira Grande Guerra.

O gás mostarda terá sido colocado dentro de morteiros ainda em forma de pó e depois libertado quando este explode.

Existem dados que indicam que este tipo de armamento estará também usado pelo regime sírio de Bashar al-Assad pelos rebeldes sírios e há a hipótese de que o Daesh o tenha conseguido apreender.

Os Estados Unidos pensam, contudo, que o mais provável é que o Daesh esteja a produzir este armas químicas neste países e a tentar melhorar o seu processo de manufatura.