Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Jornalista morto a tiro em Maputo

  • 333

O jornalista moçambicano Paulo Machava foi alvejadono centro da cidadequando fazia a sua habitual corrida matinal

O jornalista moçambicano Paulo Machava foi esta sexta-feira morto a tiro, nas primeiras horas da manhã, no centro de Maputo, quando fazia a sua habitual corrida matinal, noticiou hoje a imprensa moçambicana.

Paulo Machava foi alvejado com quatro tiros, dois dos quais na cabeça e os restantes nas costas, na esquina entre as avenidas Vladimir Lenine e Agostinho Neto, duas das mais frequentadas de Maputo, por volta das 6h (5h em Lisboa), segundo testemunhas citadas pela imprensa local.

Testemunhas contaram que os alegados criminosos, em número desconhecido, faziam-se transportar numa carrinha de marca Toyota Renx e colocaram-se em fuga logo depois dos disparos.

O jornalista, que iniciou a sua carreira nos anos 80, tendo passado pelos semanários Savana e Zambeze, ocupava atualmente as funções de editor no jornal eletrónico Diário de Notícias, além de prestar serviços de assessoria na residencial Kaya Kwanga, palco de vários eventos na capital moçambicana.

Paula Machava ficou também conhecido por ter dirigido o "Onda Matinal", um programa de casos de polícia que passava na emissora pública Rádio Moçambique.

O corpo do jornalista só foi retirado do local uma hora depois, com a chegada das autoridades policiais.

A Lusa tentou, sem sucessos, ouvir a Polícia da República de Moçambique.