Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Angela Merkel visita refugiados após protestos da extrema direita

  • 333

A chanceler alemã foi finalmente visitar um dos vários centros de refugiados do país

INA FASSBENDER

A chanceler alemã visitou esta manhã, pela primeira vez em dez anos, um centro de acolhimento de refugiados em Heidenau, na Saxónia. A região tem sido palco de protestos dos neonazis

Angela Merkel passou a manhã desta quarta-feira numa visita ao centro de acolhimento de refugiados de Heidenau, na Saxónia, com o objetivo de tentar acalmar as tensões causadas por grupos neonazis locais que têm protestado contra o número crescente de refugiados na região.

As tensões deram origem a confrontos entre os membros de movimentos de extrema direita e a polícia no último fim de semana, quando os militantes neonazis tentaram impedir vários refugiados de se instalar num armazém local. Vários polícias ficaram feridos por garrafas e outros objetos que foram atirados na sua direção.

A chanceler tem sido alvo de fortes críticas por parte da oposição e do partido social-democrata, SPD, parceiro da coligação no governo com os democratas-cristãos da CDU/CSU. Merkel é acusada de não fazer o suficiente para impedir ataques a refugiados.

Só este ano já foram contabilizados 176 ataques a centros de refugiados na Alemanha, país que vai acolher 800 mil refugiados até ao final do ano. Esta situação provocada pela extrema direita tem tornado os migrantes um dos tópicos mais importantes da vida política e social alemã.