Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Posso pagar com a minha medalha de ouro?

  • 333

Pawel Fajdek já venceu por duas vezes a medalha de ouro: este ano nos Mundiais de Pequim e em 2013, nos Mundiais de Moscovo

Alexander Hassenstein/Getty Images for IAAF

O campeão do lançamento do martelo nos Mundiais de Atletismo deste ano, em Pequim, foi para a noite festejar a vitória - tudo normal até aqui. O problema é que quando queria regressar ao hotel não tinha dinheiro para o táxi

Depois da consagração como melhor do mundo no lançamento do martelo, este domingo, nada melhor que festejar. Foi o que fez o polaco Pawel Fajdek. Até aqui tudo normal. O problema foi o regresso ao hotel. O atleta chamou um táxi, mas não tinha dinheiro, por isso pagou com o que estava mais à mão: a medalha de ouro.

Pawel Fajdek já tinha avisado que a noite ia ser de farra. “Esta noite será uma grande festa”, disse, citado pelo jornal espanhol “El País”, na zona mista após a conquista do título de campeão do mundo do lançamento do martelo.

Segundo os órgãos de comunicação locais, citados pelo “El País”, o atleta acabou por experimentar a noite de Pequim. Um copo aqui, outro acolá e ao que parece foi mais do que os 128 quilos de Fajdek podiam aguentar. Como conduzir naquele estado não era opção e regressar ao hotel sozinho também não, o campeão mundial chamou um táxi, mas quando chegou a hora de pagar não tinha dinheiro e deu a medalha que tinha recebido horas antes.

No dia seguinte, quando acordou no hotel, de ressaca, Pawel Fajdek sentiu que algo lhe faltava. Rapidamente chamou as autoridades chinesas e alertou-as para o desaparecimento da sua medalha de ouro. O taxista foi localizado e a medalha recuperada, mas o condutor do táxi continua a insistir que foi o atleta que lhe deu o ouro como forma de pagamento.

Conclusão: o taxista ficou sem o pagamento da corrida e sem a medalha de ouro. A viagem acabou por ser à borla.

Pawel Fajdek venceu no passado domingo a prova do lançamento do martelo, ao conseguir atingir os 80,88 metros. Esta é a sua segunda medalha de ouro, sendo que a primeira foi conquistada nos Mundiais de Moscovo em 2013.