Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Onze mortos no Nepal em confrontos entre polícia e manifestantes

  • 333

O número de fatalidades rondam as 11 pessoas, mas o número pode vir a aumentar nos próximos dias

NARENDRA SHRESTHA/EPA

Os protestos violentos contra as mudanças na Constituição nepalesa resultaram na morte de oito agentes da polícia e três manifestantes

A violência no Nepal ocidental agravou-se nas últimas horas com confrontos entre as autoridades e manifestantes, que resultaram na morte de onze pessoas.

Segundo o responsável do Governo nepalês, Raj Kumar Shrestha, a polícia foi atacada na segunda-feira por milhares de manifestantes que empunhavam facas, lanças e pedras, quando aquela tentava impor o recolher obrigatório.

Vários feridos foram levados para o hospital regional de Kailali e teme-se que número de mortos venha a aumentar.

Na origem dos protestos está a nova Constituição, que foi apresentada domingo no Parlamento, e que prevê transformar o Nepal num Estado federal dividido em sete regiões. Os manifestantes estão contra a intenção do Governo de estabelecer novas fronteiras, acusando-o de discriminar as já historicamente marginalizadas minorias.

A nova Constituição do Nepal começou a ser redigida em 2008, dois anos depois da revolta maoísta que levou à morte de 16 mil pessoas no Nepal e pôs termo à monarquia hindu que durava há 240 anos.