Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mil migrantes chegam em segurança à Hungria

  • 333

ATTILA KISBENEDEK/AFP/Getty Images

Os migrantes chegaram a território húngaro alguns dias antes da conclusão da instalação da barreira para impedir a entrada de refugiados no país, que deverá estar concluída a 31 de agosto

Cerca de mil migrantes conseguiram atravessar a Sérvia e a Macedónia no fim de semana, chegando na segunda-feira a terra firme na Hungria, segundo o relato de um fotógrafo da agência France Presse (AFP).

Os mil migrantes entraram na Hungria pela Sérvia ao longo da linha ferroviária, perto da aldeia de Roszke, no sul húngaro, por volta das 18h (hora de Portugal Continental).

A sua travessia e chegada a solo firme europeu acontece alguns dias antes da conclusão da instalação da barreira húngara para impedir a entrada de refugiados no país, que, segundo o governo húngaro, estará pronta no dia 31 de agosto. Esta barreira terá quatro metros de altura e protegerá 175 quilómetros da fronteira entre a Hungria e a Sérvia.

Segundo a agência de notícias estatal MTI, os imigrantes foram recebidos e escoltados pela polícia nacional até o centro notarial mais próximo, para obterem as autorizações legais de permanência no país.

As autoridades macedónias tinham decretado o estado de emergência na quinta-feira, tendo fechado a fronteira com a Grécia e implantado forças especiais da polícia numa área de fronteira perto da cidade de Gevgelija (sul) para impedir a entrada de imigrantes o país.

O movimento de pessoas começou na Macedónia no sábado, quando o país abriu as suas fronteiras com a Grécia, permitindo que milhares de pessoas viajem para o norte da Sérvia, com o objetivo de chegar à Hungria, país pertencente à União Europeia.

Enquanto Budapeste está a ponderar aprovar, em setembro, uma lei que criminaliza as travessias ilegais de fronteiras, o ministro do Interior húngaro colocou já no terreno unidades especiais da polícia cuja missão é a interceção dos migrantes.