Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Evelio, o mexicano que se declarou culpado de uma das formas mais invulgares de tráfico de droga

  • 333

Elaborado e “sui-generis” esquema de tráfico de cocaína envolvia um túnel que ia desde o México até a um canal subaquático nos Estados Unidos

Evelio Padilla-Sepeda – cidadão hondurenho de 28 anos que a 25 de abril foi descoberto por um patrulha de controlo de fronteiras dos Estados Unidos vestindo um fato de mergulho molhado e levando consigo 25 quilos de cocaína – foi esta semana presente num tribunal de San Diego onde se declarou culpado de posse da droga com intenção de a distribuir. Pode ser condenado a uma pena até 20 anos de prisão.

A sentença só deverá ser conhecida em dezembro. Padillla recorreu a um túnel com cerca de 45 metros de extensão, que ligava uma casa em Mexicali, México, a um canal subaquático próximo de Calexico, no estado norte-americano da Califórnia.

A cocaína encontrava-se distribuida por 25 pacotes fechados em vácuo. Depois de ter sido puxada através do túnel com um mecanismo artesanal desenvolvido para o efeito, o homem recorreu a um equipamento de mergulho, que incluía botija de oxigénio, para continuar a transportar a droga.

“Os traficantes vão tentar qualquer coisa para transportar o seu produto – mesmo mergulho submarino por um túnel subaquático”, afirma a procuradora norte-americana Laura Duffy. E conclui: “A genialidade dos traficantes é igualada apenas pela nossa determinação em travá-la”.