Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Cisão. Ala radical do Syriza apresenta lista própria nas eleições antecipadas gregas

  • 333

JULIEN WARNAND/ EPA

Plataforma de Esquerda rompe oficialmente com o partido e candidata-se para “impor o cancelamento dos memorandos" estabelecidos pelo governo de Alexis Tsipras com os credores

A ala radical do Syriza, a Plataforma de Esquerda, anunciou esta sexta-feira que vai apresentar a sua própia lista às eleições antecipadas na Grécia.

Com esta decisão. tomada após a demissão de Alexis Tsipras como primeiro-ministro, a Plataforma de Esquerda pretende “contribuir para a formação de uma frente ampla, progressista, democrática e antimemorando”, participando nas eleições para “impor o cancelamento dos memorandos” estabelecidos com os credores, conforme assume em comunicado.

A fação, que representa menos de 30% dos membros do Syriza, defende o regresso ao dracma como moeda nacional e manteve uma posição muito crítica em relação às negociações do partido com vista ao terceiro resgate, por se opôr violentamente contra a aceitação de novos ajustes.

Uma das personalidades mais conhecidas entre o grupo é o ex-ministro da Energia, Panayotis Lafazanis.

O Parlamento grego tinha já comunicado que a ala dissidente do Syriza vai passar a ter um grupo parlamentar próprio, denominado Unidade Popular, com 25 dos atuais deputados, mas do qual não fazem parte nem o anterior ministro das Finanças, Yanis Varoufakis, nem a presidente do Parlamento, Zoí Konstandopulu.