Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Sete mortos em colisão de aviões na Eslováquia

  • 333

RADOVAN STOKLASA / Reuters

Dois aviões que transportavam paraquedistas colidiram em plena viagem, matando pelo menos setes pessoas. Há desaparecidos e alguns sobreviventes, que saltaram de paraquedas antes da colisão

Sete mortos, 15 desaparecidos e um número indeterminado de sobreviventes. Ainda não há muitos detalhes, mas a comunicação social eslovaca avança que dois aviões colidiram junto a uma aldeia no oeste do país, chamada Červený Kameň, e as autoridades já estão no local - como mostram as fotografias entretanto divulgadas pela Reuters. A zona em causa fica nos Cárpatos, junto à fronteira com a República Checa.

Os aviões transportavam dezenas de paraquedistas - que estavam a treinar para um espetáculo local - e foi precisamente esse facto que terá salvado a vida a alguns dos passageiros. Muitos conseguiram saltar antes da colisão e sobreviveram usando os respetivos paraquedas, segundo um oficial de aeronáutica citado pelo “The Guardian”. Sete acabaram por perder a vida - três paraquedistas e quatro membros da tripulação.

As autoridades estão a usar helicópteros para aceder ao local onde os aviões caíram, que é de difícil acesso. A agência governamental que investiga acidentes aéreos avança que seguiriam a bordo dos aparelhos cerca de 40 pessoas. O acidente terá ocorrido a 1.500 metros de altitude.

RADOVAN STOKLASA / Reuters