Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Largadas de touros em Espanha já fizeram sete mortos desde julho

  • 333

ANDER GILLENEA / AFP / Getty Images

Apesar de estarem em declínio, cerca de duas mil largadas de touros continuam a ter lugar anualmente no país vizinho

Mais quatro pessoas morreram este fim de semana em diversas largadas de touros realizadas em Espanha, fazendo subir para sete o número de vítimas registadas desde julho, altura em que por hábito começam a decorrer estes eventos.

As quatro mortes ocorreram nas ruas e não em arenas, constituindo um número invulgarmente alto em tão pouco tempo.

Entre as pessoas que perderam a vida este fim de semana, encontra-se um rapaz de 18 anos que faleceu devido a ferimentos no estômago, durante uma largada em Lerin, Navarra.

Imortalizadas pelo escritor Ernet Hemingway e encaradas como parte do legado cultural espanhol, as largadas continuam a atrair milhares de pessoas em busca de emoções fortes e da adrenalina pela fuga às marradas dos touros, ao longo de ruas estreitas. Apesar de em declínio, cerca de duas mil largadas ainda continuam a ter lugar anualmente em Espanha. Até agora, as largadas e corridas de touros só foram banidas em duas províncias (no arquipélago das Canárias e na Catalunha).

Todos os anos estes eventos fazem vítimas, algumas das quais são esmagadas não pelos trouros mas precisamente pela multidão em fuga. As sete mortes ocorridas desde julho, em cinco províncias espanholas, foram todas devidas às investidas dos animais.