Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Encontrados destroços do avião indonésio. Trigana Air está na ‘lista negra’ da UE

  • 333

MAST IRHAM/ EPA

Jacarta: ministro dos Transportes diz que já foram encontrados destroços do ATR 42 da Trigana Air, na região de Papua. A bordo estavam 54 pessoas. Não se sabe se há sobreviventes

Um avião indonésio com 54 pessoas a bordo perdeu o contacto com as autoridades aeroportuárias quando voava de Jayapura para Oksibil. Oito horas depois, o ministro dos Transportes da Indonésia, citado pela BBC, confirma que já foram encontrados destroços do aparelho. De acordo com a CNN o avião terá chocado numa montanha, quando se preparava para aterrar.

A agência Lusa refere que o avião entrou em contacto com a torre de controlo da cidade para onde se dirigia, Oksibil, pedindo para descer 10 minutos antes da hora prevista para aterrar. Beni Sumaryanto, diretor de operações da Trigana Air, acrescenta que a companhia enviou uma aeronave para o local para procurar o avião.

As autoridades locais utilizaram a rede social Twitter para comunicar o desaparecimento do ATR 42 da companhia Trigana Air. O avião perdeu o contacto um pouco antes das 15h00 locais (07h00 em Lisboa), depois de descolar do aeroporto regional de Sentani, que serve a localidade de Jayapura, na província de Papua, a sudeste da Indonésia.

Por volta das 11h00 de Lisboa, o responsável pela agência de salvamento e resgate BASARNAS, disse à agência Reuters: “Não podemos confirmar a queda do avião. Por agora só se sabe que perdeu o contacto”. Nesse telefonema, Bambang Soelystyo, confirmou que o aparelho é um “Trigana com 49 passageiros a bordo e cinco tripulantes”.

Nessa altura, o porta-voz do ministro dos Transportes da Indonésia, Julius Barata, citado pela AFP, informava também que as más condições meteorológicas dificultaram as buscas: “Ainda não temos a certeza do que aconteceu ao avião, estamos a coordenar com as autoridades locais. Neste momento, o tempo está muito mau naquela zona, está escuro e com muitas nuvens. Não ajuda em nada as operações de busca. É uma área montanhosa”.

Quatro horas depois, às 15h00 de Lisboa, 23h00 na Indonésia, o ministro dos Transportes, confirmou que os destroços do aparelho tinham sido encontrados.

A Trigana Air, uma das quatro companhias aéreas certificadas na Indonésia, já teve “14 acidentes graves desde que foi fundada em 1991”, escreve a BBC. Em dez destes 14 acidentes, os aviões ficaram totamente destruídos.

De acordo com a BBC, as quatro companhias indonésias estão na chamada ‘lista negra’ da União Europeias desde 2007.

A Indonésia tem 17 mil ilhas e 250 milhões de habitantes. É o maior país muçulmano do mundo.

ARTIGO ATUALIZADO ÀS 15H30

Foi um ATR 42 como o da imagem que desapareceu com 54 pessoas a bordo

Foi um ATR 42 como o da imagem que desapareceu com 54 pessoas a bordo

FOTO D.R.

  • Dez anos de acidentes aéreos

    2014 não foi um ano fácil para as companhias malaias. Só este ano, um avião da Malásia desapareceu do radar, a 8 de março, e outro foi abatido quando sobrevoava território ucraniano. Agora, um AirBus da AirAsia Indonésia, subsidiária da companhia malaia AirAsia, desapareceu. Mas 2014 não foi exceção no universo das companhias aéreas. Recordamos os principais acidentes de aviação dos últimos dez anos.