Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tianjin. Número de mortos sobe para 112

  • 333

CHINA STRINGER NETWORK

O balanço anterior apontava para 104 mortos. As autoridades chinesas ordenaram a evacuação de uma área de três quilómetros à volta do local onde ocorreram as explosões

Helena Bento

Jornalista

O número de mortos causados pelas duas explosões de quarta-feira numa área de armazenamento do porto chinês de Tianjin subiu para 112 pessoas, informou a agência de notícias Xinhua. O balanço anterior apontava para 104 mortos.

Na manhã deste sábado, as autoridades chinesas ordenaram a evacuação de uma área de três quilómetros à volta do local onde ocorreram as explosões. A decisão foi tomada depois de alguns especialistas terem confirmado que houve libertação de cianeto de sódio para o ar durante o incidente. Trata-se de uma substância altamente tóxica que pode ser fatal caso seja ingerida ou inalada.

Também este sábado, durante a madrugada, foi encontrado com vida um homem com cerca de 50 anos a poucos metros do epicentro das explosões, tendo sido imediatamente transportado para um hospital na cidade. Especialistas no local informaram que no momento do resgaste a vítima "estava consciente e conseguia falar". Já na sexta-feira, horal local, tinha sido resgatado um bombeiro de 19 anos, identificado como Zhou Ti, que se encontra em estado estável.

Embora ainda não haja uma explicação para as duas explosões suspeita-se que tenham sido causadas por uma reação química entre os materiais no armazém (nitrato de amónio, cianeto de sódio, nitrato de potássio e carboneto de cálcio) e a água utilizada por bombeiros à chegada ao local do incêndio. Xi Jinping, Presidente da China já garantiu que os responsáveis pelo incidente serão "severamente punidos".

Tianjin, a cerca de 150 quilómetros de Pequim, é uma das maiores cidades chinesas, com cerca de 15 milhões de habitantes. O seu porto é considerado um dos dez maiores do mundo.

[Notícia atualizada a 16 de agosto às 16h00]