Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Australiano de 91 anos julgado por regressar a casa com 4,5 quilos de cocaína

  • 333

O cirurgião dentista reformado diz que não sabia que a droga se encontrava dentro das barras de sabonete que trazia da Índia

Victor Twartz - um australiano de 91 anos que foi esta terça-feira presente a tribunal por ter sido apanhado no mês passado com 4,5 quilos de cocaína no aeroporto de Sydney, à chegada de Nova Deli – tornou-se muito provavelmente no homem mais idoso a ser acusado de tráfico da droga.

A droga estava oculta dentro de barras de sabonete e o idoso, um cirurgião dentista reformado e membro da Igreja dos Adventistas do Sétimo Dia, defende-se dizendo que não fazia ideia do que transportava.

“Eu olhei atentamente para o que estava no sabonete. Raspei e era certamente sabonete, mas tinha uns pós brancos no meio. Eu pensei que era perfume adicional ou que era o estilo indiano de sabonete”, justificou Victor Twartz.

Uma alegação que coincide com as indicações da polícia, que considera que o nonagenário terá sido mais uma vítima ludibriada em esquemas que são iniciados através da internet. Segundo a polícia, a droga oculta foi-lhe entregue por pessoas que lhe pagaram a viagem à Índia. “Eles… levaram-me ao aeroporto e deram-me (as barras de sabonete) no último minuto”, afirmou o idoso.

O seu filho diz que ele foi enganado pelas pessoas lhe pagaram a viagem, supostamente para assinar um contrato no âmbito do qual lhe seria atribuído algum dinheiro. “Havia uma herança de 6,7 milhões de euros que seria libertada e entregue a ele (…) O sabonete eram prendas para o gerente bancário, que deste lado lhe libertaria os fundos”, afirmou.

Nos últimos dois anos 40 australianos foram detidos devido a este tipo de esquemas.

“Eu sou 1000% contra as drogas. Eu nem bebo álcool”, afirmou o idoso, entrevistado pelo jornal “Sydney Morning Herald”, no lar onde reside nos subúrbios de Sydney.

A polícia disse que recebera indicações da família sobre os indícios suspeitos, mas que não conseguiu impedir a sua partida para a Índia.