Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Editora russa publica livros sobre Putin assinados por autores que não os escreveram

  • 333

MIKHAIL KLIMENTYEV/RIA NOVOSTI/REUTERS

Caso é denunciado pelo jornal “The Guardian, após o nome de um dos seus jornalistas ter surgido como suposto autor de um dos livros de uma coleção sobre Vladimir Putin

Chamada “Projeto Putin”, a coleção da editora russa Algoritm apresenta livros sobre o atual presidente da Federação Russa supostamente escritos por diversos autores ocidentais. Mas alguns destes autores já indicaram que não escreveram as obras em causa.

O caso foi denunciado pelo jornal britânico “The Guardian”, cujo correspondente Luke Harding surge como um dos supostos autores - Harding já desmentiu ter escrito o livro que lhe é atribuído, “Ninguém Senão Putin”.

Também Edward Lucas, da newsmagazine britânica “The Economist”, e Donald Jensen, especialista norte-americano radicado na Rússia, recusaram a autoria que lhes é atribuída. Lucas disse que não fazia ideia da existência do livro em causa em seu nome. Jensen afirmou que o livro que lhe é atribuído parece ser um compêndio dos seus comentários.

Contactado pelo “The Guardian”, o diretor da Algoritm, Sergei Nikolayev, reconheceu que não pediu autorização prévia a Harving para a utilização dos seus escritos num novo livro e referiu a hipótese de chegarem a acordo para uma compensação financeira. Escusou-se contudo a comentar os casos dos outros dois autores, alegando que estivera ausente da editora por vários dias e não está a par dos seus casos.

A Algoritm foi fundada em 1996. A coleção “Projeto Putin” conta com mais de 20 títulos.