Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Bruxelas confirma acordo entre Grécia e credores

  • 333

Os ministros gregos da Economia e das Finanças, respetivamente George Stathakis e Euclid Tsakalotos, têm estado envolvidos nas negociações com os credores

ALKIS KONSTANTINIDIS / Reuters

Fontes da Comissão Europeia reforçam o entendimento que o ministro das Finanças grego Euclides Tsakalotos já tinha anunciado em declarações anteriores, apesar de admitir que ainda faltava acertar alguns “pequenos detalhes”.

A União Europeia (UE) confirmou esta terça-feira que a Grécia e os seus credores internacionais chegaram a acordo para conceder um terceiro resgate financeiro ao país. “Sim, há um acordo”, disseram à Efe fontes comunitárias, sem adiantar detalhes.

O ministro das Finanças grego Euclides Tsakalotos, já tinha anunciado o acordo em declarações anteriores, apesar de admitir que ainda faltava acertar alguns “pequenos detalhes”.

No acordo estabelecido entre a Grécia e os seus credores sobre as metas orçamentais do país para os próximos três anos, ficou estabelecido que Atenas vai enfrentar um défice primário (saldo orçamental excluindo os pagamentos de dívida) de 0,25 do PIB em 2015, antes de um excedente primário de 0,5% do PIB em 2016, de 1,75% em 2017, e de 3,5% em 2018, segundo uma fonte governamental.

O Governo grego pretende que o texto do acordo seja votado pelos deputados na próxima quinta-feira, para que seja apresentado no dia seguinte aos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo).

Este cenário, caso se concretize, permitirá a entrada em vigor do novo plano de ajustamento antes de 20 de agosto, data em que a Grécia deve proceder a mais um reembolso ao Banco central europeu (BCE) no montante de 3,4 mil milhões de euros.