Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Alemanha encerra investigação a jornalistas acusados de “alta traição”

  • 333

BRITTA PEDERSEN/ EPA

Investigação gerou gerou uma onda de protestos entre jornalistas, ativistas e advogados

A procuradoria-geral alemã anunciou esta segunda-feira que encerrou a investigação que tinha desencadeado em maio contra dois jornalistas do portal de informação Netzpolitik.org, acusados de “alta traição”.

Em causa estava a suposta divulgação de segredos de Estado, dada a publicação de uma notícia sobre a criação, pelos serviços secretos, de uma unidade para a vigilância na internet e para a deteção e análise de perfis de radicais e extremistas nas redes sociais

No final de julho, Markus Beckedahl e Andre Meister anunciaram no portal estar a ser investigados, o que gerou uma onda de protestos entre jornalistas, ativistas e advogados, contra o que consideraram ser um ataque à liberdade de imprensa e uma tentativa de intimidação.

O arquivamento agora anunciado vai ao encontro da posição defendida pelo Ministério da Justiça alemão, que entendeu que os conteúdos publicados não eram “segredos de Estado”, pelo que não se justificava a abertura de qualquer investigação.

O comunicado da procuradoria-geral sublinha, no entanto, que a justiça prosseguirá o seu trabalho para perceber quem forneceu os documentos em questão aos jornalistas.